A Hipocrisia Nuclear Anti-Irã

G1

O vice-chanceler da Alemanha e ministro de Exteriores do país, Guido Westerwelle, pediu hoje às autoridades do Irã que passem das palavras para os fatos no caso de seu polêmico programa nuclear, suspeito de ser destinado à produção de armas atômicas. (E se for destinado a produção de armas atômicas ? Que direito tem de abrir o bico essa cambada de prostitutas americanóides-sionistas ?)


Durante a abertura do segundo dia da Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, Westerwelle reconheceu que o Irã tem direito ao uso pacífico da energia atômica.(Tem o direito ao uso da energia nuclear e ponto seus merdas da NATO, essa quadrilha nunca hesitou em apontar os seus mísseis nucleares para quem não lhes agradava, não hesitaram em entupir os seus aliados com armas nucleares, então eles que não encham a paciência, nem eles nem o Macack Obamabanana falando do Irã)  No entanto, ele preconizou que “o rearmamento nuclear do Irã é inaceitável” e exigiu que Teerã “demonstre” suas intenções pacíficas no campo atômico. (Ele está pensando que o Irã é escravo deles, que eles podem dizer o que o Irã pode ou não fazer enquanto apoião a nação MST, Israhell, que com a ajuda desses vagabundos que posam de donos do mundo tem armamento nuclear até o teto, prontinho para ser disparado contra qualquer nação árabe que não seja vadia de sionistas)


Essa possibilidade representa um perigo desestabilizador, não só para a região, mas para todo o mundo, disse o titular de Exteriores perante os mais de 300 estadistas e especialistas em matéria de segurança reunidos em Munique. Westerwelle ressaltou que o “conflito com o Irã não é regional, mas global”. (Perigo desestabilizador para o mundo é aquela invasão chamada Israhell, e essas prostitutas apoiam)

Além disso, ele lamentou que o Irã não tenha atendido até agora as exigências e ofertas das grandes potências e comentou: “embora nossa mão continue estendida, até agora só tocou o vazio”.(Arrogância pouca é bobagem, o lixão ainda finge que estão todos prontos a fazer um grande favor para o Irã, tratando a nação como uma colônia povoada de retardados que as bondosas nações, cujo o grande ideal se resume apenas em amealhar bufunfa e servir aos seus mestres banqueiros com o sangue e o suor dos verdadeiros trabalhadores, tem que tutelar)


Nesse sentido, Westerwelle mostrou-se decepcionado com as atitudes do ministro de Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, que durante sua estadia em Munique exigiu mais condições para a oferta da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) para enriquecer no exterior o urânio que necessita.

Após condenar uma possível proliferação de armas nucleares, o chefe da diplomacia alemã assinalou que “a redução dos arsenais atômicos é a outra cara da medalha”.(Fácil, peçam para Israhell se desarmar primeiro, essas biscates lambedoras de botas da nação MST não se emendam)

Westerwelle elogiou a disposição dos Estados Unidos e da Rússia de reduzir seus arsenais de armas nucleares. No entanto, ressaltou que, quando se chega a ponto de negociar o fim último de eliminá-las do planeta, devem somar-se todos aqueles países que dispõem desse tipo de armamento de destruição em massa. (Om Shanti, Shanti, Shanti. Claro, vão todos dar as mãos pelo mundo e sair cantando e saltitando feito o bambi, conta outra vai)


O vice-chanceler alemão lembrou que na Alemanha continuam estacionadas, “como relíquia da Guerra Fria”, armas nucleares americanas, cuja retirada definitiva o país já pediu aos aliados norte-americanos. (E vamos tirar logo essas velharias para dar lugar a mísseis mais modernos, não é mesmo ?)


Ele também ressaltou que os esforços em reduzir os arsenais de armas atômicas devem ser acompanhados de negociações para diminuir também os arsenais e as forças convencionais. (Putz, é cada besteira que essa turma fala. Por que as forças das marionetes alemãs dos  sionistas não foram para o Afeganistão levando caixas de bombons em vez de genocídio e barbarismo ?)

Além disso, comentou que a meta final da política de segurança e defesa comum na União Europeia deve levar à criação em um futuro previsível de um Exército europeu que permitirá economizar recursos com a união de forças. (OK, um exército só, para toda Europa, dane-se a soberania de cada nação, estilo Nova Ordem Mundial do jeito que os chamados de “teoristas da conspiração” falavam e ninguém dava ouvidos. As nações não terão mais exércitos para se defender quando aqueles que controlarão esse Exército Europeu quiserem lhes impor o que lhes der na telha. Eles que enfiem esse modelo de paz que eles querem no próprio fiofó)

Anteriormente, em mensagem de vídeo, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, se dirigiu aos presentes para advertir que os desafios da humanidade no futuro não só são de caráter militar, mas também humanitário e climático.


Além disso, Ban pediu aos participantes que não esqueçam o 1 bilhão de pessoas que passam fome no mundo e lembrem que a mudança climática agravará a situação com um aumento das catástrofes naturais, da desnutrição e das pandemias.(Como sempre belos chavões para esconder a ambição real que os move)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s